Seguros

O que é um seguro?

O seguro é um acordo manifesto por meio de um contrato (apólice) entre um indivíduo ou uma empresa (denominado segurado) e uma seguradora. O segurado é responsável apenas pelo pagamento de um preço denominado “prêmio”. A partir disso, a companhia seguradora compromete-se arcar com o pagamento da eventual perda financeira correspondente na apólice, durante o período determinado nela.

É um contrato inevitavelmente especulativo, baseado em informações do segurado. A partir de tais informações, a seguradora traça um perfil do risco daquele cliente e calcula a perda esperada e o prêmio.

 

Seguro de Automóvel

O seguro de automóveis no Brasil é dividido em dois grupos diferentes: Obrigatório (DPVAT – Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres) e Facultativo (conhecido como seguro de automóveis). O seguro de automóveis abrange veículos automotores de vias terrestres e também reboques. Ou seja, o seguro abrange todo tipo de automóvel, inclusive motos, caminhões e ônibus. O seguro facultativo de automóveis dá algumas garantias de ressarcimento. Veja abaixo:

• Danos acidentais causados ao veículo;

• Roubo ou furto do mesmo – ou de suas partes -;

• Danos materiais ou pessoais causados pelo automóvel a terceiros;

• Indenização aos passageiros acidentados do veículo (ou seus beneficiários);

• Assistência ao automóvel e seus ocupantes, em caso de acidente ou pane.

Agora, um detalhe importante e que poucas pessoas estão atentas são os detalhes que englobam um contrato (apólice) de seguro de automóvel. É necessário conhecer todas as suas normas estabelecidas, as coberturas contratadas, bem como as exclusões. É preciso ler todo o contrato de seguro e tirar todas as dúvidas com o seu corretor. Isso é fundamental para que o seguro funcione corretamente.

Seguro de pessoas

O seguro de vida é um contrato que o cliente faz com uma determinada seguradora para assegurar proteção financeira para os familiares e/ou pessoas que dependem do cliente, caso haja eventual falta.

É um seguro que também pode beneficiar o cliente de forma direta no caso de invalidez permanente ou de uma doença grave, por exemplo. O contrato dessa modalidade de seguro possui obrigatoriamente a cobertura para o risco de morte (natural ou acidental).

Seguro Residencial

Essa modalidade de seguro é destinada à residências individuais, tais como casas e/ou apartamentos utilizados como residência habitual ou de veraneio. Possui uma garantia básica, que abrange os prejuízos provocados por incêndio, queda de raio e explosão.

A partir desta garantia básica, existem outras coberturas adicionais que podem ser contratadas, de forma que o seguro seja mais completo e que proteja a moradia contra outros riscos. São eles: roubo, desmoronamento, queda de aeronaves, impacto de veículos, vendaval, ciclone, chuva de granizo, furacão, danos elétricos, etc.

Seguro de Condomínio

O Seguro de Condomínios tem cobertura obrigatória desde 1964. Abrange todas as unidades e todas as partes comuns do condomínio. Estão garantidos os danos ocorridos à estrutura do prédio, originados por incêndio e/ou queda de raio e explosão.

Não cobre designadamente o apartamento nem os bens que estão dentro do imóvel. O condômino que desejar proteger o seu patrimônio individual deve fazer um seguro adequado e facultativo.

Seguro Viagem

Esta modalidade de seguro garante auxílio no caso de imprevistos no embarque, na permanência do destino e no retorno ao local de partida. O preço geralmente é bem acessível e pode variar de acordo com as coberturas que são contratadas e também com o número de dias da viagem.

O seguro viagem obrigatoriamente oferece cobertura para riscos de morte acidental e invalidez permanente (total ou parcial por acidente). Outras coberturas podem ser abrangidas, tais como despesas médicas (hospitalares ou odontológicas), diárias por atraso do voo, perda ou roubo de bagagem, danos a malas, entre outras.

Consórcio

O principal objetivo do consórcio é unir um grupo de pessoas que, particularmente, não conseguem comprar um determinado bem, mas que, juntas, podem autofinanciar este material. Essa parceria é organizada por uma empresa administradora que rateia o valor do objeto desejado pelo número de meses de parcelamento deste bem.

De acordo com a periodicidade definida pela empresa organizadora, o grupo financia a entrega de um número reduzido de bens para um conjunto reduzido de consorciados. Esse processo é chamado de contemplação, que acontece por meio de duas formas distintas: o sorteio e o lance.

No sorteio, um dos consorciados é contemplado a partir de uma seleção aleatória entre os membros do grupo.

No lance, os consorciados informam quantias a serem pagas para obter o crédito. O consorciado que tiver o maior lance conquista o crédito devido para a compra do bem.

Fiança locatícia

No Brasil, o seguro de fiança locatícia dá ao locador (segurado) a garantia de recebimento por parte da seguradora as coberturas contratadas na apólice, caso haja inadimplência de pagamento por parte do inquilino (garantido).

É uma modalidade de seguro que tem como principal característica a praticidade, uma vez que substitui a exigência dos tradicionais fiadores e a prestação de caução, previstos nos contratos de locação.